Sua pergunta: “E se eu não aceitar a Deus, mas também não rejeitá-lo? E se eu não disser que Deus não existe, mas também não confirmar sua existência?”

Nossa resposta: Talvez tudo dependa do que você realmente acredita ser verdade em seu coração. Em outras palavras, você poderia estar diante de Deus um dia e dizer: “mas eu nunca soube que você existia!”. E Ele poderia responder: “Sim, você soube. Eu tive certeza que você sabia. No fundo do seu coração, você sabia da minha existência. Eu sei disso porque fui eu quem colocou esse conhecimento em você. Mas como você não queria me conhecer, se recusou a admitir que eu existo. Você ignorou a informação que eu te dei, mas isso não quer dizer que ela não estivesse lá”.

É mais que provável que somos responsáveis pelo que sabemos. A questão é: o que realmente sabemos? Quanto conhecimento Deus colocou em nossos corações? Seja como for, seremos chamados para responder por isso. E é possível que saibamos coisas que particularmente não queremos admitir. A Bíblia diz que o coração do homem é enganoso sobre todas as coisas (Jeremias 17:9).

Sua pergunta parece ser: “E se eu ficasse sempre em cima do muro e nunca tomasse uma decisão?” Estaria tudo bem se você realmente não tivesse informações para prosseguir em busca de certezas. Mas a Bíblia diz que a existência de Deus é evidenciada pela complexidade do mundo que nos rodeia, e que nós somos responsáveis por saber que Ele existe. Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas, de forma que tais homens são indesculpáveis.(Romanos 1:20)

E se eu fosse mais além? Muitas pessoas disseram que sentiram Deus “batendo” em seus corações, como se tentasse ganhar acesso. Se isso é verdade para uma pessoa (e Deus saberia), então permanecer sem se decidir seria o mesmo que rejeitá-lo. Quando Ele pede para entrar em nossos corações e em nossas vidas, não há meio termo.

Além disso, ainda há a pessoa de Jesus Cristo. Esse homem afirmou ser Deus, fez milagres para provar quem realmente era, morreu por nossos pecados, venceu a morte, ressuscitou e deixou para nós o relato de Sua vida, a fim de que pudéssemos ler coisas escritas sobre Ele. Essa mesma pessoa disse: “Aquele que não está comigo é contra mim” (Lucas 11:23). Com Jesus, você não pode ficar em cima do muro. Ele não nos deu essa opção.

Outra coisa para considerarmos: a única razão para esta vida pode ser justamente tomar uma decisão, a favor ou contra Deus. Se este é o caso, talvez seja impossível para nós não tomar uma decisão. Em outras palavras, se não dissermos “sim” para Deus, já teremos automaticamente dito “não”.


Como começar um relacionamento com Deus

Tenho uma pergunta…