Sua pergunta: “As pessoas constantemente oram a um “Deus” durante momentos difíceis, será que estão todos orando para o mesmo Deus? Faz diferença para qual Deus você está orando? Existem falsos deuses?”

Nossa resposta: Hoje, as pessoas gostam de acreditar que a quem quer que se esteja orando está tudo bem, não importando se é o deus hindu, se são santos, Jesus ou Alá, o que vale é que você está orando, certo?

Faz diferença para qual Deus você está orando? E se alguém acreditar que um cacto pode ajudar de alguma forma? Isso quer dizer que o cacto vai vir ao seu encontro para ajudá-lo? Será que ele pode analisar uma situação? Conhecer as necessidades dessa pessoa? Importar-se com ela? Conhecer a melhor e mais sábia atitude a ser tomada para o bem dela?

E se alguém (história verídica) descreve que a força superior é uma onda em particular, na praia de Venice Beach na Califórnia? Quais as habilidades que essa onda possui? Alguma inteligência? Algum poder além do vento e da maré a influenciam? Será que uma onda realmente pode vir a ajudar alguém? Claro que não. O único benefício tirado do cacto ou da onda é um auxílio psicológico, uma esperança mal guiada.

Agora, vamos entrar num assunto politicamente incorreto: Se uma pessoa se referir a Jesus, Alá, Brahma, Buda, Mãe Terra ou até mesmo a si próprio como Deus, faz alguma diferença? Claro!

Tudo bem se a pessoa pode tirar benefícios de qualquer “deus” que eles escolham acreditar, até um deus falso pode trazer à mente das pessoas uma paz temporária, encorajamento e esperança. Mas e se esse “deus” não existir? É como estar orando para o ar. Algum perigo? Não, nenhum, tudo bem…a não ser que, não exista um Deus verdadeiro. Mas, a partir do momento, em que um Deus real entra em cena, então a pessoa estará correndo grandes riscos. Por quê?

Porque o Deus poderoso espera que todos sejam capazes de reconhecer que Ele é supremo, o Todo-poderoso que criou o universo, o Deus que tudo fez, e que espera ser reconhecido. Reconhecê-lo como sendo real, talvez seja a única forma de encontrar ajuda nessa vida.

Alguém pode orar a um cacto, uma onda ou a qualquer coisa que queira, mas o Deus da Bíblia diz:

“Todos o que fazem ídolos serão envergonhados e constrangidos; juntos cairão em constrangimento.” (Isaías 45:16)

“Eu sou o Senhor, e não há nenhum outro; além de mim não há Deus.” (Isaías 45:5)

“Fui eu que fiz a terra e nela criei a humanidade. Minhas próprias mãos estenderam os céus; eu dispus o seu exército de estrelas.” (Isaías 45:12)

A Bíblia também diz:

“O Senhor é bom, um refúgio em tempos de angústia. Ele protege os que nele confiam,” (Naum 1:7)

“Mas o Senhor protege aqueles que o temem, aqueles que firmam a esperança no seu amor,” (Salmos 33:18)

“Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam.” (Hebreus 11:6)

“Confie no Senhor de todo seu coração e não se apóie em seu próprio entendimento; reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas.” (Provérbios 3:5-6)

Se nós queremos uma esperança segura, precisamos escolher um Deus que exista! Como conhecemos ao Deus verdadeiro? Ao olhar para os fatos, ao olhar aquilo que Deus revelou a Seu respeito. Para mais ajuda, leia o artigo “Mais Que Uma Fé Cega” ou outros artigos neste site.


Como começar um relacionamento com Deus

Tenho uma pergunta…